Como ganhar dinheiro no Youtube?

O Youtube é o maior site de videos do mundo com aproximadamente 2 bilhões de visitas diarias. É um espaço interessante para divulgar trabalhos, seja eles profissionais ou não. O que muita gente não sabe é que é possível ganhar dinheiro no youtube produzindo vídeos através de uma parceria.

Como funciona?

Para monetizar seus é necessário ter uma conta no Adsense, que é programa de afiliados do Google. Através de anúncios que serão exibidos para quem estiver assistindo, cada clique que for dado será gerado um valor pra você em dólar. Se você já usa o Adsense em seu blog, poderá utilizar esta conta para monetizar seus vídeos.

Para ter a parceria antigamente era necessário aguardar que o Youtube encaminhasse um convite por email quando o canal tinha uma certa audiência, porém hoje ao criar uma conta no site já é fornecido esta opção de aderir a uma parceria.

Quais tipos de vídeos podem ser monetizados?

Os vídeos terão que ser totalmente autorais e não podem violar direitos autorais de terceiros. Seguem abaixo alguns exemplos de violação que o Google considera:

  • Produzir vídeos com musica ou áudio
  • Mencionar nome de marcas no vídeo 
  • Utilizar logo marcas de empresas
  • Filmes, seriados e documentarios
  • Video clipes musicais
  • Imagens audiovisuais de jogos

Os motivos acima são somente exemplos, sendo que existem outros motivos na questão que envolvem direitos autorais. Videos que contenham incentivo a drogas, nudez e sexo, violência etc também não podem participar do programa. É muito importante que você leia os termos de utilização e regras da comunidade para saber maiores informações.

Como vou receber?

Seus ganhos irão aparecer na sua conta do Adsense e você será pago ao atingir U$$ 100. Caso já tenha uma conta e já usa Adsense, os ganhos de seus vídeos serão descritos juntamente com os rendimentos gerados pelo seu blog.

Networks

Networks é uma alternativa para quem não quer utilizar o programa de parceiros do Youtube. Diferente do Adsense, estas empresas pagam por CPM (custo por mil impressões), sendo elas as responsáveis pelos pagamentos e não o Google. Para não ficar extenso este post iremos abordar este tema em um próximo artigo.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *